B.I é condenado a quatro anos em liberdade condicional


  • 10/09/2021 - 12:12
  • Compartilhe:

B.I foi julgado por caso de uso de drogas

O cantor B.I, ex-integrante do grupo iKON, recebeu nesta sexta-feira (10) a sentença sobre o caso de uso de drogas. O julgamento aconteceu pelo Setor de Controle de Narcóticos do Tribunal Central do Distrito de Seul. Na Coreia, a compra e o uso de drogas são considerados crimes.

Em 2016, quando ainda fazia parte do iKON, B.I foi acusado de comprar maconha e LSD. Na época, o cantor chegou a admitir que cogitou a compra das drogas, mas disse não ter feito uso. Após as acusações, os exames toxicológicos do artista tiveram resultados negativos. B.I foi indiciado pelo caso em maio deste ano.

No final de agosto, a promotoria do caso pediu em julgamento que B.I fosse condenado a três anos de prisão e multa de 1,5 milhões de wones (aproximadamente R$6.700). A acusação afirmou que o cantor chegou a fazer uso de maconha e LSD em um total de três vezes, entre março e abril de 2016. Durante o julgamento, B.I admitiu as acusações.

Nesta sexta-feira (10), B.I recebeu a sentença de três anos em liberdade condicional. O cantor poderá ser condenado a três anos de reclusão em regime fechado se rescindir o crime. O artista também precisará prestar 80 horas de serviço comunitário, 40 horas de curso de tratamento para usuários de drogas e pagar uma multa de 1,5 milhões de wones (aproximadamente R$6.700).

Ao declarar a sentença, o tribunal de Seul declarou que o que o réu fez “não pode ser considerado como um crime que aconteceu por mera curiosidade”. “O fato de uma celebridade usar drogas tem um grande impacto na sociedade ao influenciar a mentalidade dos adolescentes sobre o uso de drogas”, foi dito durante o julgamento.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático