fbpx

Cantor coreano Holland sofre homofobia e é agredido em Seul: “crime de ódio”


  • 05/05/2022 - 15:03
  • Compartilhe:

Holland falou sobre a agressão no Twitter

O cantor coreano Holland usou o Twitter nesta quinta-feira (5) para relatar que foi agredido por um homem, na região de Itaewon, em Seul, capital sul-coreana. Holland contou que a agressão foi motivada por homofobia.

“Na noite passada, eu estava andando por Itaewon com meu empresário e um amigo. De repente, um homem estranho me abordou e me agrediu no rosto duas vezes, me chamando de ‘gay sujo’. Agora tenho uma cicatriz no meu rosto e estou indo para o hospital em breve”, contou o artista, em inglês.

“Isso é obviamente um crime de ódio. O fato de minha sexualidade como gay ser pública nunca deveria me expor a esse tipo de violência. Nem nenhum outro LGBT+ ou também idosos, mulheres e todas as minorias desse mundo. Isso acontecer em 2022 mostra a triste realidade dos direitos humanos dos LGBT+”, continuou Holland.

O artista disse ter feito um boletim de ocorrência e que espera “que a situação seja resolvida”. “Isso não deve acontecer com ninguém nesse mundo, não importa quem você seja. Eu gostaria que nosso mundo tivesse mais amor e esperança do que ódio e violência”, finalizou o artista em postagem no Twitter. Na rede social, fãs mandaram mensagens de apoio ao cantor.

Holland começou sua carreira no k-pop em 2018. Desde o início de sua carreira, ele sempre falou abertamente sobre sua sexualidade. Recentemente, ele atuou no drama BL “Ocean Like Me”.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático