Emissora chilena pede desculpas após fazer paródia do BTS com comentários racistas


  • 14/04/2021 - 18:13
  • Compartilhe:

Paródia do BTS foi considerada como racista e xenofóbica

A emissora de TV do Chile Mega TV divulgou um pedido de desculpas no início da semana após críticas de internautas a um quadro humorístico que fez uma paródia do grupo BTS. Os comentários feitos no programa foram considerados racistas por fãs do grupo.

No quadro do programa “Mi Barrio”, cinco humoristas interpretaram integrantes de uma boyband. Quando vão dizer seus nomes, eles se apresentam como “Kim Jong Un, Kim Jong Dos, Kim Jong Tres, Kim Jong Cuatro e Juan Carlos”. O trocadilho mescla o nome do líder norte-coreano Kim Jong Un com os números um, dois, três e quatro no idioma espanhol.

Depois, os humoristas dizem que seus nomes reais são V, Jungkook, Agust D, J-Hope e Jin, em referência aos integrantes do BTS. Depois, o programa ainda tira sarro do sotaque coreano e faz uma piada citando a vacina do covid-19.

Após a transmissão do programa, fãs do grupo protestaram nas redes sociais e lembraram que comentários racistas e xenofóbicos não podem ser considerados como humor. Alguns chegaram a enviar reclamações para o Conselho Nacional da Televisão Chilena.

Em resposta, a Mega TV usou o Twitter para se desculpar. “O humor ajuda as pessoas a lidarem com os momentos difíceis da pandemia que estamos vivendo”, escreveu a emissora em comunicado oficial. “Nunca foi nossa intenção ofender, insultar ou ferir a nenhuma comunidade. Seguiremos melhorando, aprendendo e escutando”.

Essa não é a primeira vez que o grupo BTS é vítima de comentários racistas. Em fevereiro, um radialista alemão fez uma “piada” que comparava o grupo com o vírus da covid-19.

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático