Empresa explica escolha de B.I, ex-iKON, para cargo de diretor executivo


  • 07/10/2020 - 16:59
  • Compartilhe:

A agência de entretenimento IOK Company emitiu um comunicado, nesta quarta-feira (7), em que explica a escolha do cantor B.I para ocupar um cargo de gerência na empresa. No final do setembro, o ex-integrante do iKON foi eleito como um dos diretores executivos da agência.

A IOK Company é casa de nomes como o ator Jo Insung, a atriz Go Hyunjung, as humoristas Lee Youngja e Kim Sook, a cantora Jang Yoojung e o ex-H.O.T Moon Heejun. B.I foi eleito como o mais jovem diretor executivo da empresa, aos 23 anos.

A empresa justificou a escolha do cantor para o cargo como uma oportunidade para dar “uma nova chance para um artista jovem e talentoso”. A empresa disse que B.I relutou em aceitar o cargo, mas aceitou após a empresa insistir.

“A nomeação de B.I como diretor executivo faz parte de nosso objetivo de cumprir a responsabilidade social corporativa”, disse a IOK Company. A empresa também afirmou estar ciente de que muitas pessoas ainda estão receosas com B.I, devido às polêmicas em que o cantor foi envolvido. A agência afirmou, no entanto, que pretende apoiar B.I para que ele possa retomar suas atividades e ser reconhecido novamente como um “membro honesto da sociedade”.

A empresa disse que B.I passou muito tempo refletindo sobre suas ações e atuando em ações de caridade, e que pretende atuar como produtor nos bastidores. Sobre atividades de B.I em carreira solo, a IOK Company afirmou que pretende “considerar o assunto com o tempo, quando julgar que a compreensão e a clemência do público forem suficientes”.

B.I deixou o iKON no ano passado, após mensagens do artista negociando a compra de maconha e LSD, em 2016, terem sido vazadas pela imprensa sul-coreana. O cantor chegou a admitir que cogitou a compra das drogas, mas disse não ter feito uso. Na época, exames toxicológicos do artista tiveram resultados negativos.