Gravadora comenta acusações de que Youngjae, do GOT7, teria praticado bullying no colégio


  • 21/10/2020 - 16:59
  • Compartilhe:

A gravadora JYP Entertainment, casa do grupo GOT7, emitiu um comunicado, nesta quarta-feira (21), sobre a acusações de que o cantor Youngjae teria praticado bullying contra colegas em seus tempos de estudante.

O assunto veio à tona quando internautas usaram uma rede social para publicar relatos, dizendo que foram vítimas de violência de Youngjae na época do colégio. Os autores das postagens disseram que eles estudaram com o artista no Colégio Técnico de Mokpo e que são portadores de necessidades especiais. Segundo a publicação, Youngjae “batia neles sem motivo” e roubava “dinheiro e itens de valor”.

Em resposta, a JYP Entertainment disse que apurou o caso com o integrante do GOT7, que confirmou que teve um “desentendimento” com um dos autores da publicação. “Confirmamos que Youngjae e seu colega de classe se desentenderam uma vez, o que levou a uma briga física. Eles foram incapazes de se reconciliar depois disso e permaneceram brigados. No entanto, ele (Youngjae) disse que as outras afirmações feitas são falsas”, disse a gravadora.

A empresa também disse que, diferente do que foi dito na publicação, não recebeu nenhum contato dos autores das postagens. “Entramos em contato com o autor para apurar a verdade sobre essa situação, mas ainda não recebemos resposta”, disse a JYP Entertainment. “Iremos tomar ações de acordo com o que for apurado”, finaliza o comunicado.