Gravadora de B.I comenta investigação sobre uso de drogas


  • 09/06/2021 - 15:26
  • Compartilhe:

Empresa de B.I se desculpou por lançar álbum em meio às investigações

A IOK Company comentou na última terça-feira (8) a investigação sobre o caso de compra e uso de drogas que envolve o cantor B.I. O ex-integrante do grupo iKON está sendo investigado por violar o código do Controle de Narcóticos da Coreia.

Em 2016, quando ainda fazia parte do iKON, B.I foi acusado de comprar maconha e LSD de uma pessoa conhecida. O cantor chegou a admitir que cogitou a compra das drogas, mas disse não ter feito uso. Na época, os exames toxicológicos do artista tiveram resultados negativos. A investigação foi reaberta recentemente, pois a pessoa de quem B.I supostamente comprou as drogas alegou ter sido ameaçada por Yang Hyun Suk, fundador da YG Entertainment, para tentar inocentar B.I.

Sobre o caso, B.I foi chamado para prestar depoimento no dia 9 de julho. Em comunicado, a empresa do artista explicou que desde 2019 o cantor está aguardando as investigações sobre o caso. “Desde então, B.I e nossa empresa têm constantemente discutido sobre qual direção ele deve seguir. Tanto o artista quanto nossa equipe reconhecem que ele errou, mas não é possível voltar ao passado para corrigir o que aconteceu, então pensamos que ele pode a partir de agora viver sua vida contribuindo mais para a sociedade”, disse a empresa.

“Ao invés de se esconder ou ficar apenas refletindo sobre o que aconteceu, esperamos que nosso artista possa usar sua capacidade de influenciar as pessoas de uma forma positiva para ajudar a sociedade, mesmo que seja apenas um pouco”. A IOK Company explicou que, por esse motivo, decidiu lançar o primeiro álbum de B.I, “Waterfall” este mês, mesmo durante as investigações.

“Pedimos desculpas sinceramente pelo fato de que, por meio de nossas ações talvez um tanto precipitadas, tentamos retribuir aos fãs que apoiaram B.I durante um momento como esse”, disse a empresa.

No final do comunicado, a empresa informa que B.I segue aguardando a investigação e que apoiará o cantor para que ele possa viver de forma “mais madura” e que “não repita os erros do passado”.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático