Gravadora é condenada a pagar pagamentos atrasados para ex-MOMOLAND


  • 11/10/2021 - 13:46
  • Compartilhe:

Gravadora do MOMOLAND vai recorrer à decisão judicial

A gravadora MLD Entertainment foi condenada a pagar valores atrasados para Daisy, ex-integrante do grupo MOMOLAND.

O MOMOLAND foi formado no programa de competição da Mnet “Finding Momoland”, que foi ao ar em 2016. Daisy foi eliminada da competição mas assinou contrato de exclusividade com a MLD em setembro de 2016 e passou a fazer parte do grupo em abril de 2017. Ela ficou no grupo até 2020.

O processo começou quando a MLD Entertainment reduziu 66 milhões de wones (aproximadamente R$305 mil) dos pagamentos de Daisy, alegando que cada participante do “Finding Momoland” precisaria arcar com um décimo do custo total de produção do programa, que seria de 660 milhões de wones (mais de R$3 milhões).

Daisy entrou com um processo contra a MLD Entertainment alegando que a empresa teria retido parte de seus pagamentos para cobrir despesas ocorridas em abril de 2016, cinco meses antes da assinatura de seu contrato. A gravadora, em resposta, alegou que era prática comum do entretenimento deduzir dos pagamentos do artista 100% dos custos de produção ocorridos antes de sua estreia.

Segundo informações apuradas pela imprensa coreana no último domingo (10), O Tribunal do Distrito Central de Seul julgou o processo favorável para Daisy, determinando que a gravadora precise pagar 79,26 milhões de wones (aproximadamente R$366 mil) para a cantora.

“A menos que seja especificado de outra forma, a validade do contrato é determinada de acordo com a data de assinatura. A frase ‘antes da estreia’ no contrato compreende o período desde a assinatura do contrato. Não existe nenhuma evidência que prove que isso é uma prática comum na indústria do entretenimento”, afirmou a justiça coreana.

O tribunal de Seul também determinou que a MLD pague 13 milhões de wones (R$60 mil) de outros valores atrasados para Daisy. O tribunal não concedeu o pedido de Daisy de recebimento de ressarcimento por danos morais.

Em resposta, a MLD afirmou que irá recorrer da decisão.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático