Gravadora nega que Yunho, do TVXQ, tentou fugir da polícia após flagrante em bar ilegal


  • 12/03/2021 - 14:31
  • Compartilhe:

Yunho foi alvo de investigação após quebrar regra de distanciamento social

A gravadora SM Entertainment divulgou, nesta sexta-feira (12), um novo comunicado sobre o cantor Yunho, do TVXQ. Recentemente, o cantor foi acusado de quebrar uma das regras municipais de distanciamento social da cidade de Seul, capital sul-coreana. Agora, a acusação é de que o cantor tentou fugir da polícia quando infringia a regra de controle da pandemia.

Quando o assunto veio à tona, a acusação era de que Yunho permaneceu em um restaurante até a meia noite, com alguns amigos, desrespeitando a orientação de que esse tipo de estabelecimento só deve permanecer aberto para o público até às 22h. Tanto Yunho quanto a SM Entertainment admitiram o caso e se desculparam.

Agora, a acusação é de que Yunho não só infringiu a regra de distanciamento social, como tentou fugir da polícia durante o flagrante. Segundo informações apuradas pelo telejornal “Newsdesk”, da MBC, o líder do TVXQ teria chegado a entrar em um conflito físico com os policiais no local.

A reportagem apurou que, na ocasião, Yunho não estava em um restaurante e sim em um bar ilegal, restrito para membros. O telejornal também informou que o artista estaria acompanhado de alguns amigos e de uma funcionária do local, enquanto bebia no bar.

Sobre as novas acusações, a SM Entertainment afirmou que é “verdade que Yunho não cumpriu as regras de distanciamento social” mas que ele “não fez nada de errado além disso”. A empresa declarou que o cantor foi convidado para o local por um amigo e que era a primeira vez que ele visitava o estabelecimento. A SM Entertainment não deixou claro, no entanto, se o bar era de fato ilegal como afirmou a reportagem da MBC.

A gravadora também negou que o cantor estava acompanhado de uma funcionária do local e disse que Yunho “imediatamente atendeu às solicitações dos policiais no local”. “Assim que Yunho confirmou sua identidade, ele foi liberado”, disse a gravadora, que disse que os foram os amigos de Yunho que entraram em conflito com os policiais, que estariam à paisana. “Alguns de seus amigos foram abordados e protestaram, pois não estavam cientes que se tratava de policiais. No entanto, isso não possui qualquer relação com Yunho”.

A empresa disse que aceitará críticas e julgamentos sobre o que Yunho fez de errado, mas lamentou que “informações falsas sejam espalhadas sem confirmação dos fatos”. O astro veterano do k-pop não comentou o assunto dessa vez.

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático