Hyemi deixa o Blackswan e grupo cancela atividades


  • 10/11/2020 - 14:49
  • Compartilhe:

A polêmica envolvendo a cantora Hyemi, do grupo Blackswan teve mais desdobramentos nesta terça-feira (10). A gravadora DR Music anunciou que a artista está oficialmente desligada da empresa e do grupo e disse que o Blackswan entrará em hiato temporariamente.

Em entrevista a um portal coreano, um homem acusou Hyemi de ter lhe dado um golpe financeiro. O homem disse ter emprestado uma alta quantia financeira para artista, que teria se recusado a devolver o dinheiro. Em resposta, nesta terça-feira, Hyemi falou sobre o assunto.

Hyemi disse para o portal Insight que chegou a pegar uma quantia emprestada com o homem, mas que o valor foi algo bem inferior ao relatado por ele. A cantora disse que conheceu o homem para “agradecê-lo por apoiá-la como fã” e acabou pedindo o empréstimo de 5 milhões de won (cerca de R$24 mil) quando eles se tornaram mais próximos. Ela disse também que o homem, voluntariamente, ofereceu mais dinheiro para ela e posteriormente passou a visitar sua casa, fazendo propostas sexuais. “Ele vinha para minha casa sem me avisar e invadia minha vida pessoal, mas eu nunca concordei com as investidas sexuais dele”, disse Hyemi. Segundo o relato do homem, ele havia emprestado cerca de 50 milhões de won (cerca de R$240 mil) a pedido da cantora.

Hyemi também disse que passou a evitá-lo por conta das constantes investidas do homem para que eles se relacionassem.

A gravadora DR Music também se manifestou sobre o caso e afirmou que tomará medidas legais contra o homem por “difamar a artista e por disseminar boatos falsos e maliciosos, além de ter violado as leis de assédio sexual”. A empresa afirmou que tomará ações judiciais contra as notícias falsas contra Hyemi, “que causaram dano não apenas a ela, mas também ao Blackswan”.

Apesar de se posicionar ao lado de Hyemi na disputa judicial, a empresa afirmou que ela não faz mais parte do elenco da gravadora e do Blackswan. Hyemi, que fez sua estreia no grupo Rania em 2015, teria tido seu contrato encerrado no último dia 7. A DR Music afirmou que a artista havia concordado em participar do Blackswan durante seis meses, antes do fim de seu contrato. Apesar do desligamento da artista, a DR Music afirmou que continuará dando assistência jurídica a Hyemi até o fim do processo.

A empresa afirmou também que o Blackswan entrará temporariamente em hiato. O grupo fez sua estreia como uma versão “repaginada do Rania”. Com a saída de Hyemi, o Blackswan deve seguir suas atividades com quatro integrantes.