Hyemi, do Blackswan, é acusada de dar golpe em homem que lhe emprestou dinheiro


  • 09/11/2020 - 14:30
  • Compartilhe:

A cantora Hyemi, do grupo Blackswan, está no centro de uma polêmica. A artista, que começou sua carreira no grupo Rania e recentemente passou a integrar o novo grupo, está sendo acusada de dar um golpe em um homem que lhe emprestou uma alta quantia financeira. As informações foram divulgadas pelo portal coreano Dispatch, nesta segunda-feira (9). A página é conhecida por abordar assuntos polêmicos e fofocas sobre celebridades coreanas.

Segundo as informações do Dispatch, Hyemi teria pegado emprestado cerca de 50 milhões de won (cerca de R$240 mil) de um homem, que afirmou ter trago o assunto à tona após várias tentativas frustradas de reaver o dinheiro.

O homem contou ao portal que se aproximou de Hyemi pois era seu fã e, com o tempo, acabou “desenvolvendo sentimentos por ela”. Os dois teriam se conhecido em 2018 e desde então teriam mantido uma relação próxima, mas “nunca se relacionado sexualmente”. Inicialmente, ele disse que Hyemi teria entrado em contato com ele pedindo dinheiro emprestado para ajudar a mãe da cantora. O Dispatch divulgou imagens de uma conversa pelo aplicativo de mensagens instantâneas Kakao Talk, em que a artista aparece pedindo o dinheiro. O homem também apresentou comprovantes de depósitos bancários para sustentar suas afirmações.

Segundo o relato, Hyemi teria se afastado do homem após receber o empréstimo e voltado a se comunicar com ele algum tempo depois para pedir mais ajuda financeira. Além dos primeiros depósitos, o homem afirmou ter bancado o aluguel de um pequeno apartamento para Hyemi durante um ano. Ele também teria dado a ela um cartão de crédito e arcado com outras despesas da cantora.

O homem contou ao portal que entrou em contato com a artista no início deste ano, pedindo a devolução dos empréstimos e o apartamento. Hyemi, no entanto, teria se recusado a sair do imóvel, que está alugado em seu nome. Ela teria deixado o apartamento apenas no mês de maio e se recusado a devolver os empréstimos.

O Dispatch teria entrado em contato com a gravadora do Blackswan, a DR Music, que afirmou que Hyemi de fato pegou dinheiro emprestado, mas disse que o valor em questão era algo bem inferior ao relatado pelo homem. A empresa afirmou que iria apurar a situação, mas ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto.

Após a repercussão do caso, a imprensa coreana relatou que o contrato de Hyemi foi encerrado e que ela não integra mais o Blackswan. No entanto, até fechamento desta matéria nenhuma confirmação oficial sobre o assunto havia sido divulgada nas páginas oficiais da DR Music ou do Blackswan.

Hyemi começou sua carreira em 2015, em uma das formações do grupo Rania. Seu primeiro trabalho foi no EP “Demonstrate”. Com o tempo, o grupo passou por reformulações e este ano ela passou a integrar o Blackswan. O grupo chamou a atenção em sua estreia, principalmente pela presença das integrantes estrangeiras, a senegalesa Fatou e a brasileira Leia.