Integrantes do grupo Fanatics são assediadas por sua própria equipe durante live


  • 16/09/2020 - 15:00
  • Compartilhe:

As integrantes do grupo feminino Fanatics passaram por uma situação inaceitável. Elas foram vítimas de assédio por parte de sua própria equipe durante uma live. O assunto ganhou repercussão nesta quarta-feira (16).

A live do grupo aconteceu no último dia 7, pelo aplicativo V Live. Participaram da transmissão quatro das oito integrantes do Fanatics: Via, Chaelin, Doi e Rayeon. As quatro integrantes apareciam sentadas enquanto interagiam com seus fãs.

As cantoras usavam shorts e saias curtas e é normal que quando cantoras do k-pop estão sentadas com esse tipo de figurino, que elas usem algum tecido para cobrir suas pernas e se sentirem mais confortáveis. No meio da transmissão, alguém que está nos bastidores, aparentemente uma mulher, entrega um moletom e uma jaqueta para que elas cubram suas pernas.

Em seguida, é possível ouvir uma voz masculina repreender a pessoa que entregou as peças de roupas para as meninas. “O que você está fazendo, tentando cobri-las? Estamos tentando mostrar elas, por que você está escondendo (as pernas delas)? Você é idiota?”, disse a voz masculina nos bastidores. Também é possível ouvir um barulho em seguida, que indica uma possível agressão à mulher.

Em seguida, as cantoras devolveram a jaqueta e permaneceram com as pernas à mostra e cruzadas durante o resto da live.

Internautas coreanos se mostraram indignados com a situação e especularam se a mulher que foi repreendida durante a live era parte da equipe do grupo ou Sika, outra integrante do Fanatics.

O Fanatics começou sua carreira em 2019, com o EP “The Six”. O grupo integra a empresa FENT, que ainda não se manifestou sobre o caso.