Internauta que acusou Ji Soo de assédio sexual admite que denúncias eram falsas


  • 07/07/2021 - 15:12
  • Compartilhe:

Advogados de Ji Soo divulgaram comunicado sobre processo judicial sobre o caso

Os advogados do ator Ji Soo disseram que conseguiram provas de que as acusações de assédio sexual feitas contra o artista eram falsas. A empresa de advocacia Shin & Kim, que representa o ator, divulgou um comunicado na última terça-feira (6) com informações sobre o caso.

No início do ano, Ji Soo foi um dos artistas acusados na onda “antibullying” que tomou conta do entretenimento coreano. Na época, Ji Soo admitiu ter se envolvido em práticas de bullying nos tempos da escola, mas negou as acusações de que teria abusado sexualmente de colegas. Depois de perder o papel no drama “River Where The Moon Rises” e ter encerrado seu contrato com a agência KeyEast, Ji Soo anunciou que tomaria medidas legais contra as acusações de assédio.

Agora, a empresa que representa Ji Soo legalmente divulgou que conseguiu apurar informações que provam que a pessoa que acusou Ji Soo de assédio não tinha qualquer relação com o ator. “A pessoa que escreveu a publicação é um soldado que se alistou há pouco tempo, ele admitiu que escreveu o texto e que o conteúdo era totalmente falso. Por meio de uma carta escrita de próprio punho enviada do centro de treinamento militar, ele admitiu que escreveu a publicação quando estava sofrendo de ansiedade por causa do alistamento e pediu sinceras desculpas ao nosso cliente (Ji Soo). Ele também pediu benevolência pois está prestando o serviço militar enquanto sua mãe está lutando contra um câncer”, disse a empresa Shin & Kim, em comunicado oficial.

Segundo os advogados de Ji Soo, o ator decidiu aceitar as desculpas do homem que fez a publicação e não dar sequência ao processo contra essa pessoa. “No entanto, a maioria das pessoas que escreveram as publicações falsas apagaram as postagens imediatamente depois de criar tumulto na internet e estão se escondendo. Não seremos benevolentes com essas pessoas e continuaremos a tomar medidas legais contra elas”, informaram os advogados.

Segundo a empresa, grande parte das publicações que acusaram Ji Soo possuem informações falsas. “Recentemente, o tribunal julgou que havia motivos suficientes para acreditar que as publicações eram falsas e nos danos sofridos por nosso cliente, o que levou a emissão de um mandado de busca e apreensão com o objetivo de identificar os autores por trás das publicações de acusação de violência escolar”. A Shin & Kim informou que divulgará novos comunicados com atualizações sobre o processo.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático