Justiça considera Kim Hyunjoong inocente em processo de ex-namorada “por falta de evidências”


  • 12/11/2020 - 17:12
  • Compartilhe:

A Justiça sul-coreana considerou, nesta quinta-feira (12), que o cantor Kim Hyunjoong é inocente em um processo movido pela ex-namorada do artista. A mulher, denominada “A” pela imprensa coreana, entrou com um processo contra o cantor alegando que teria sofrido um aborto graças ao comportamento violento do artista.

As disputas judiciais entre o ex-SS501 e sua ex-namorada começaram em 2014. Na época, ela entrou com um processo contra Kim Hyunjoong alegando que havia sido agredida pelo cantor. O processo foi retirado após ele fazer um pedido de desculpas e um acordo financeiro com a mulher. Na época, o artista também foi multado pelas agressões.

No ano seguinte, “A” moveu mais um processo contra Hyunjoong, afirmando desta vez que havia sofrido um aborto devido às agressões que sofria do artista. Ele respondeu processando a mulher, alegando que ela teria “quebrado o acordo” feito anteriormente. Entre idas e vindas, “A” deu a luz a um filho de Kim Hyunjoong em setembro de 2015. A paternidade foi confirmada em um exame de DNA, mas segundo informações da imprensa coreana, ela cria o filho sozinha.

O veredito da Justiça coreana desta quinta-feira considerou Kim Hyunjoong inocente no caso do aborto, “por falta de provas”. Segundo a Corte coreana, “nãõ existe evidências de que ‘A’ sofreu um aborto por causa das agressões de Kim Hyunjoong, ou que ele tenha pressionado ela a fazer o aborto”. A Justiça ainda afirmou que “como uma celebridade, a imagem pública de Kim Hyunjoong foi afetada pelas acusações” e “sua reputação foi prejudicada”. A ex-namorada do cantor foi condenada a pagar 100 milhões de won (quase R$500 mil) ao cantor por danos morais.