Mesmo durante a pandemia, Big Hit Entertainment teve seu melhor ano financeiro em 2020


  • 24/02/2021 - 13:18
  • Compartilhe:

Big Hit Entertainment conseguiu driblar a falta de shows em 2020

A gravadora Big Hit Entertainment divulgou, na última terça-feira (23), dados sobre a situação financeira da empresa durante o ano de 2020. Mesmo durante a pandemia do covid-19, com o cancelamento de shows e eventos de seus artistas, a empresa teve seu melhor ano financeiro desde a fundação da gravadora.

Segundo as informações divulgadas, a Big Hit registrou uma receita de vendas de produtos e serviços de 796,3 bilhões de wones (cerca de R$3,8 bilhões), lucro operacional de 142,4 bilhões de wones (cerca de R$600 milhões) e receita líquida de 86,2 bilhões de wones (cerca de R$419 milhões). Os números foram apurados pela própria Big Hit, segundo os padrões de contabilidade da Coreia do Sul, sem a presença de um auditor contábil externo.

Isso significa um aumento de 36% na receita de venda de produtos e serviços, de 44% no lucro operacional e 19% na receita líquida. Mesmo durante a pandemia do covid-19 e com o cancelamento de shows e eventos com seus artistas, a empresa conseguiu registar seu melhor desempenho financeiro desde sua fundação, em 2005.

Em comparação por trimestres foi ainda mais impressionante: comparado com o último trimestre do ano de 2019, o crescimento da Big Hit Entertainment em 2020 foi de 117% na receita bruta e 122% no lucro operacional para o último trimestre de 2020, que teve os melhores registros de desempenho da empresa até então.

O crescimento da Big Hit Entertainment em um período de recessão econômica, especialmente para empresas do entretenimento, se deve, segundo os dados divulgados, principalmente aos números de vendas de álbuns dos artistas da empresa e de suas gravadoras subsidiárias. Nomes como BTS, Seventeen, TXT, ENHYPEN, dentre outros artistas dos selos da Big Hit, registraram 13,2 milhões de cópias vendidas em 2020, o que gerou uma receita de 320,6 bilhões de wones (cerca de R$1,5 bilhão), com um aumento de quase 200% em relação ao ano de 2019.

Para compensar a perda dos shows físicos, a Big Hit Entertainment investiu também em lives, venda de produtos oficiais, licenciamento e produção de conteúdo. A empresa também gerencia a plataforma Weverse, que já superou a marca de 25 milhões de downloads de seu aplicativo.

A Big Hit Entertainment tem se destacado também por suas parcerias de negócio. Depois de adquirir as gravadoras Pledis Entertainment, Source Music, KOZ Entertainment e fundar a BELIFT LAB com a CJENM, a gravadora fez parcerias de negócios com a empresa de tecnologia Naver, com a YG Entertainment e, recentemente, anunciou o lançamento de um novo grupo em parceria com a maior gravadora do mundo, a Universal Music Group.

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático