Minah, ex-integrante do ILUV, é salva pela polícia mais uma vez após tentativa de suicídio


  • 09/09/2020 - 15:48
  • Compartilhe:

A cantora Minah, ex-integrante do ILUV, foi resgatada mais uma vez pela polícia sul-coreana após tentar tirar a própria vida.

Nesta quarta-feira (9), a imprensa sul-coreana informou que uma jovem de cerca de 20 anos teria sido resgatada de uma tentativa de suicídio. A polícia local foi acionada por uma ligação, que alertou sobre o caso. A garota foi descrita como uma ex-integrante de um grupo feminino, com sobrenome Shin. A moça foi identificada posteriormente como Minah.

Após o ocorrido, Minah fez uma postagem no seu Instagram. “Eu não vou fazer isso de novo. Eu sinto muito. Eu não terei pensamentos ruins novamente. Obrigada por me apoiarem. Eu realmente agradeço às pessoas que me salvaram hoje. Obrigada aos fãs que fizeram a denúncia também”. A publicação foi deletada em seguida.

Em julho, Minah publicou uma carta de despedida na rede social, mas foi salva a tempo por um policial.

Minah entrou para o ILUV em 2019 e chegou a promover com o grupo a música “Open The Door”, antes de deixar a banda. Ela contou que deu uma pausa na carreira por sofrer de depressão, síndrome do pânico e insônia, devido a problemas com a empresa que gerenciava o ILUV, a WKS ENE, e com suas ex-colegas de grupo. Minah também relatou que sofreu abuso físico e psicológico das integrantes do ILUV e da empresa.

A gravadora negou as acusações de Minah. Por meio de seu advogado, ela alegou ter provas dos abusos sofridos. Recentemente, Minah tem compartilhado imagens no Instagram indicando que estaria se recuperando de uma severa perda de peso causada por estresse.

Depois de comentar sobre o caso, Minah publicou uma foto, para tranquilizar seus fãs.

View this post on Instagram

초콜릿을 위해서

A post shared by 신민아 (@choco._.ah) on

Esse texto faz menção à assuntos sensíveis. O Centro de Valorização da Vida (CVV) oferece atendimento gratuito de apoio emocional e prevenção ao suicídio. Se você estiver precisando de apoio, disque 188 ou acesse cvv.org.br. O atendimento é sigiloso e disponível 24 horas.