Novo clipe do BLACKPINK recebe críticas por sexualizar a imagem de enfermeiras e gravadora responde


  • 06/10/2020 - 14:06
  • Compartilhe:

Apesar do sucesso do novo clipe do grupo BLACKPINK, da música “Lovesick Girls”, o vídeo também foi alvo de críticas após seu lançamento. Na última segunda-feira (5), uma associação de profissionais da saúde da Coreia se manifestou criticando uma cena do vídeo.

Na cena em questão, a integrante Jennie aparece vestida como uma enfermeira. Na mesma cena, ela interpreta também uma paciente, em um dos momentos do vídeo que usa de metáforas e imagens para representar a letra da canção.

A caracterização de Jennie foi criticada pela União de Profissionais Médicos e da Saúde da Coreia por reforçar estereótipos sexualizados sobre as profissionais da enfermagem. “Mesmo que sejam profissionais da saúde, o simples fato de termos mais mulheres nessa profissão faz com que elas estejam sujeitas à sexualização e tornem-se alvo de representações depreciativas que colocam em dúvidas seu profissionalismo”, disse a associação.

“As enfermeiras lutam há anos para mudar esse cenário e, em pleno ano de 2020, quando as discussões sobre os direitos das mulheres estão mais em pauta do que nunca, a YG Entertainment sexualizou a imagem de uma enfermeira no videoclipe do grupo BLACKPINK”, continua o texto.

A associação ainda apontou que as profissionais da enfermagem estão atualmente lidando com as dificuldades da pandemia, direcionando todos seus esforços na linha de frente do combate ao covid-19, e ainda assim são vítimas de assédio e comentários depreciativos em seu ambiente de trabalho. “Se a mídia continuar a mostrar uma imagem distorcida das enfermeiras, situações como essas só irão piorar”, diz o comunicado. “A União de Profissionais Médicos e da Saúde da Coreia se opõe firmemente contra a sexualização de mulheres e enfermeiras. Como a música do BLACKPINK está alcançando altos índices de popularidade em todo o mundo, pedimos que a YG Entertainment se responsabilize a altura de seu alcance e influência”, finaliza o comunicado.

Em resposta, a gravadora do BLACKPINK se justificou explicando o significado da letra da música “Lovesick Girls”. “Primeiramente, nós expressamos nosso profundo respeito às enfermeiras que estão ao lado dos pacientes e lutando na linha de frente. ‘Lovesick Girls’ é uma música que levanta questionamentos sobre a capacidade de alguém de amar após se machucar em um relacionamento”, disse a gravadora. “No videoclipe de ‘Lovesick Girls’, a cena da enfermeira e da paciente ilustra o trecho da letra que diz ‘nenhum médico poderia me ajudar quando estou doente de amor'”.

A YG Entertainment afirmou estar ciente das interpretações distorcidas, mas disse que não houve nenhuma intenção de depreciar profissionais da saúde. “Pedimos que entendam os videoclipes como uma forma independente de arte e apreciaríamos se vocês pudessem entender que cada cena do vídeo foi pensada para expressar a música e nada além disso”, declarou a empresa.

A gravadora afirmou que sua equipe de produção está analisando se a cena deve ou não ser editada do vídeo. “Lovesick Girls” é o carro-chefe do primeiro álbum de estúdio do BLACKPINK, “The Album” e seu videoclipe contabiliza mais de 100 milhões de visualizações no YouTube.