Promotoria pede quatro anos de prisão e multa de R$630 mil para Ilhoon, ex-BTOB


  • 21/05/2021 - 16:04
  • Compartilhe:

Ilhoon está sendo investigado por compra e uso de drogas

Na última quinta-feira (20), o Tribunal Distrital Central de Seul, na Coreia do Sul, promoveu a última audiência de julgamento sobre o caso do cantor Ilhoon, ex-integrante do grupo BTOB. O artista está sendo julgado por compra e uso de maconha. O consumo, posse ou venda de drogas são considerados crimes na Coreia do Sul.

A promotoria que pede a condenação do cantor sugeriu que ele cumpra quatro anos de prisão e seja multado em 133 milhões de wones (aproximadamente R$630 mil). O artista admitiu todas as acusações e prestou depoimento, dizendo que está “profundamente arrependido”.

“O réu está lamentando amargamente o ocorrido. Ele passou por vários momentos de estresse estando na indústria do entretenimento como compositor e trainee desde jovem, e tentou aliviar o estresse da maneira errada”, disse o advogado de Ilhoon, em defesa do artista.

Ilhoon e os outros réus estão sendo julgados por compra e uso de 826 gramas de maconha e por terem gastado juntos cerca de 130 milhões de wones (cerca de R$620 mil) em 161 ocorrências registradas entre 5 de julho de 2016 e 9 de janeiro de 2019. Ilhoon deixou o BTOB depois que o caso veio à tona e está atualmente prestando o serviço militar obrigatório.

A decisão sobre o caso está marcada para o dia 10 de junho.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático