Seungri nega acusações em audiência; promotoria pede 5 anos de prisão


  • 02/07/2021 - 17:39
  • Compartilhe:

Caso de Seungri com a justiça ainda permanece sem definição

Aconteceu na última quarta-feira (30) a 25ª audiência sobre o caso de Seungri, ex-integrante do grupo BIGBANG. Cantor aposentado do entretenimento, Seungri está sendo investigado por nove acusações. As informações são do portal coreano Sports Seoul.

O ex-integrante do BIGBANG está sendo investigado por compra de serviços de prostituição, mediação de prostituição, fraude, violação de crimes econômicos, violação de leis sanitárias, envolvimento em jogos de azar, violação de transações de câmbio, violação de leis de crimes sexuais e de crimes de violência. A investigação começou em 2019, quando o nome de Seungri foi apontado como um dos envolvidos no chamado “escândalo da boate Burning Sun”.

Das nove acusações, Seungri admitiu ter violado as leis sanitárias de seu antigo bar Monkey Museum. Para as demais acusações, a defesa negou a participação de Seungri nos crimes. Seungri também negou ter participado dos grupos de bate-papo que compartilhavam vídeos ilegais de conteúdo sexual, que culminaram na prisão do cantor Jung Joonyoung e do guitarrista Choi Jonghun, ex-FTISLAND.

Segundo informações da imprensa coreana, Seungri teria chorado durante a audiência e se desculpado com sua família e a sua agência, a YG Entertainment. “Eu prometo renascer”, ele teria dito.

A promotoria, por sua vez, insiste na condenação de Seungri. A acusação pediu na última quinta-feira (1º) que o réu seja condenado a cinco anos de prisão e seja multado em 20 milhões de wones (cerca de R$87 mil).

“O réu cometeu crimes por anos seguidos. Ele usou mulheres coreanas para mediar serviços de prostituição para investidores estrangeiros para ganho financeiro pessoal, e manteve relacionamentos com eles (investidores) por meio de jogatinas. Mesmo que o réu tenha sido o maior beneficiado por esses crimes, ele não demonstra arrependimento, está colocando a culpa em outras pessoas e insiste em dizer que não está envolvido”, disse a promotoria do caso.

Ainda não há audiência marcada para determinar a conclusão do caso.

Clique para ler essa e outras entrevistas exclusivas

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático