SM Entertainment comenta acusações de plágio sobre videoclipe do aespa


  • 23/12/2020 - 12:26
  • Compartilhe:

Vídeo de estreia do aespa foi acusado copiar trabalhos de outros artistas

A gravadora SM Entertainment se manifestou, na última terça-feira (22), sobre as acusações de plágio feitas contra seu novo grupo feminino, o aespa.

A resposta vem algumas semanas após o assunto vir à tona. O vídeo de estreia do grupo aespa, da música “Black Mamba”, foi acusado de copiar trabalhos do artista plástico alemão Timo Helgert. Semelhanças de cenários de apresentações ao vivo do grupo também foram apontadas por uma artista norte-americana.

Em resposta, a SM Entertainment disse que entrou em contato com os artistas e as empresas que tiveram seus trabalhos comparados ao vídeo do aespa. “Falamos com eles sobre nosso planejamento e sobre a proposta do grupo”, informou a gravadora. “O artista e a empresa entenderam nossas intenções e o processo de produção e confirmaram que não têm qualquer objeção à cena do videoclipe”, informou a gravadora.

O aespa fez sua estreia em novembro. O grupo mistura “integrantes reais” com “integrantes virtuais”.

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático