Soojin, do (G)I-DLE, se defende de acusações de bullying


  • 19/03/2021 - 17:35
  • Compartilhe:

Soojin disse que deixará o (G)I-DLE se não conseguir provar sua inocência

A cantora Soojin, do grupo (G)I-DLE, se manifestou mais uma vez sobre as acusações de que teria praticado violência escolar contra ex-colegas de escola. A artista fez uma longa publicação em uma rede social nesta sexta-feira (19) em que comentou com detalhes sobre cada uma das acusações que recebeu.

Soojin foi uma das artistas que foi acusada de bullying escolar no movimento de denúncias de internautas contra celebridades que começou na Coreia no final do mês passado. Uma ex-colega de Soojin e a irmã dessa pessoa se manifestaram com acusações contra a cantora. Logo após a acusação, Soojin se pronunciou e negou que tivesse praticado bullying contra ex-colegas. No texto, a artista admitiu que chegou a fumar na época da escola, mas negou qualquer envolvimento em agressões e violência. Devido ao assunto, a cantora está temporariamente afastada das atividades do (G)I-DLE.

No novo texto, Soojin se defendeu das acusações com detalhes. Ela contou que descobriu que seus ex-colegas foram abordados pela pessoa que a acusou, que estava em busca de fotos para provar que estudou com a cantora. A artista confirmou que conhecia a autora da publicação e disse que se lembra dela, pois elas eram colegas próximas e contou que elas chegaram a discutir pelo telefone.

Em sua defesa, a artista apontou contradições no relato de acusação. “Eu nunca pratiquei bullying contra ela, nunca pratiquei violência contra ela e nunca roubei seus pertences. Eu nunca fiz nada que possa ser considerado como bullying além do que eu estou relatando aqui”, disse Soojin. Na longa publicação, Soojin apresentou sua versão para cada um dos fatos apresentados pelas pessoas que a acusaram.

“Ao invés de apelar para o sensacionalismo, eu fiz o meu melhor para escrever os fatos da forma mais racional possível, sem distorcer o que aconteceu. O fato de eu ter demorado para escrever não significa que eu sou culpada. Eu precisava de tempo para me lembrar de todos os detalhes, pois eu sabia que cada palavra poderia ser distorcida”, escreveu Soojin, que afirmou que seu primeiro texto sobre as acusações foi mal interpretado pois foi escrito de forma abrupta.

“Eu sabia que não seria bem visto uma cantora admitir que fumou na época da escola, mas eu falei a verdade pois eu queria ser sincera sobre tudo. Se interessa saber, eu fumei uma ou duas vezes quando estudava, mas eu reconheço que isso é errado. Eu aceito a responsabilidade sobre esse tipo de comportamento e peço desculpas”, continuou.

No final do texto, Soojin diz que está “juntando provas sobre os rumores falsos” e diz que as pessoas que a acusaram serão julgadas pela justiça. “Se for provado que eu fiz algo errado, então obviamente eu irei aceitar a punição dada e deixarei o grupo. Mas eu sei que a verdade sobre o que eu fiz virá à tona”, disse a cantora, que se desculpou pela situação em que foi envolvida.

Após a publicação do texto de Soojin, a gravadora do (G)I-DLE, a Cube Entertainment, emitiu um comunicado em que confirma que entrou com o pedido de uma investigação sobre o caso na Delegacia de Polícia de Gangnam, em Seul. A empresa defendeu a inocência de Soojin e disse que não terá “clemência para fazer com que as pessoas que publicaram informações falsas lidem com as consequências de seus atos”.

Acesse nosso canal no Telegram e receba atualizações sobre o mundo do entretenimento asiático