Yellow Bee anuncia separação e integrante denuncia abuso sexual


  • 31/07/2020 - 17:01
  • Compartilhe:

O grupo feminino Yellow Bee está no centro de uma polêmica com sérias acusações. A gravadora responsável pelo grupo, a Addiction Entertainment, divulgou nesta sexta-feira (31), que o grupo iria se separar. Logo após o anúncio, uma das integrantes acusou funcionários da empresa de abuso sexual.

Ao falar sobre o fim do grupo, a Addiction Entertainment informou que estava preparando uma alteração na formação do Yellow Bee, mas que optou pela separação após o “comportamento promíscuo” de uma das integrantes. O grupo não teria conseguido chegar a um acordo com a empresa após desentendimentos.

Após o anúncio, a integrante Ari fez uma longa publicação no Instagram em que contesta a informação divulgada pela empresa e acusa funcionários da gravadora de abusar sexualmente das integrantes do grupo.

“A agência afirmou que uma de nossas integrantes teve comportamento promíscuo. Eu não sei o que eles quiseram dizer com a palavra ‘promíscuo’. É comportamento promíscuo se um homem e uma mulher saírem juntos? Todas as pessoas são promíscuas então? É absolutamente inverídico que ela teve comportamento promíscuo. A agência exagerou. Não foi ela quem teve comportamento promíscuo. Na verdade, não seria errado dizer que foi a agência quem teve esse tipo de comportamento”, escreveu Ari no Instagram.

Em seguida, Ari relatou que empresários e funcionários da empresa tentaram abusar sexualmente das integrantes em diversos momentos. “Um funcionário tentou arrastar uma das integrantes para a sala de ensaio para dormir com ela. Muitas pessoas estavam presentes mas só as outras integrantes tentaram impedir ele. Também houve momentos em que eles pediram para a gente chamá-los de ‘oppa’ ou tocavam nossas pernas”, escreveu Ari. ‘Oppa’ pode significar ‘irmão’, em coreano, e é um termo usado por mulheres para se referir a homens mais velhos, mas pode ter uma conotação sugestiva dependendo do contexto. Ari também relatou que um ex-empresário chegou a fazer propostas indecentes para as integrantes e chamá-las para ir a um motel.

Ari disse que houve vários momentos de assédio. “Ficamos caladas pois queríamos ser cantoras. Esses incidentes foram muito chocantes na época e se tornaram memórias traumáticas. Além disso, nunca fomos pagas e houve vezes que precisamos pagar por roupas, sapatos e até pela edição dos vídeos”. A cantora também relatou que as integrantes foram deixadas sozinhas em vários momentos para cumprir agendas do grupo.

“A agência está nos prejudicando e não sabemos como responder, então decidi ser nossa representante e escrever isso”, finalizou Ari.

O Yellow Bee começou sua carreira em 2017, formado por Berry, Boyeon, Rozy, Seona e Somee, e o grupo foi reformulado em 2019, com Ryuhee, Annie, Ari, Soye, and Seolha na formação mais recente.